quarta-feira, 14 de setembro de 2011

BELO MONTE, MAIS DO QUE UMA USINA, UM ESQUEMA FORTE DE CORRUPÇÃO ATIVA!

E quem disse que a culpa é exclusivamente do PT?



O desarquivamento do projeto de belo monte foi realizado durante a gestão presidencial de Fernando Henrique Cardoso, quando, em reunião com os demais interessados, se deu conta do lucro que este empreendimento lhes iriam trazer. Foi então que alianças entre os partidos envolvidos se fortaleceram, o governo foi estrategicamente trocado e quem assumia a nova gestão presidencial era o então Luiz Inácio Lula da Silva, que alegou construir belo onte de qualquer maneira, ainda que sozinho!


Embora diversos especialistas em economia, ambientalismo, engenharia civil entre outros cientistas atestassem a inviabilidade da obra, o governo, mesmo diante de tantas manifestações populares e mais da metade da população brasileira gritarem explicitamente que não querem belo monte, insiste na construção da obra.


Mas vejamos o por que disso tudo?


Como mentiras tem pernas cutas, por mais oculto que esteja um segredo, quando mais de uma pessoa toma conhecimento do mesmo, este deixa de ser um segredo.


O grupo de TV independente MEDIALIVRE, por meios de cameras escondidas, conseguiram gravar um vídeo que prova um ardiloso esquema de corrupção ativa que nunca foi noticiado pelas grandes midias nacionais.


O video foi produzido em 2008 e mostra como foi tratada a negociação da facilitação da entrada do projeto em Altamira.


O vereador Roosevelt Oliveira do PT, em arquivos retirados do sistema de comunicação santa terezinha, afirma que foi feita uma negociação envolvendo empresários da cidade, a prefeitura de Altamira, vereadores e empreendedores construtores de belo monte.


Uma denuncia de compra de votos para facilitar a instalação da barragem.


Diante de uma câmera escondida, os empresários Lenon, que estão a serviço da Norte Energia revela que membros da Norte Energia recolheram várias assinaturas de diversos diretores de orgãos publicos locais, para garantir a liberação da licença de Belo Monte.


O vereador Ademar Teixeira do PMDB contra da pressão que sofreu por parte da Lenon e da Norte Energia, para assinar a concordancia da liberação da licença, ingressando no esquema de corrupção, em uma negociação de votos e dinheiro, uma propina de 100 mil reais oferecidas ao vereador em nome do presidente da Norte Energia, Carlos Nascimento do PMDB.


Diversos nomes envolvidos, entre eles Marcelo Coimbra, Jader Barbalho, Domingos Juvenil, entre outros, devidamente citados na gravação, que tambem deixa explicito que o comando geral das negociações em reapeito a Belo Monte é do PSDB.


Vejam agora o video com muita atenção!



video